Blogging for dummies parte 2 - Hospedagem e registro de domínio

05/02/2008 – 12:57:23

Demorou um pouco até que eu retomasse a série Blogging for Dummies e, ao contrário do que eu pensei de início, esse vai ser um artigo bem extenso. Antes de falar sobre registro de domínio e escolha de um plano de hospedagem, precisamos entender alguns elementos envolvidos no processo de registro de um domínio para só então explicar como se monta todo o quebra-cabeça.

Servidores DNS

Quando o usuário visita um site qualquer (exemplo: blogutils.net) com o seu browser algumas coisas acontecem de forma transparente ao usuário antes que o browser consiga sequer chegar à página requisitada. É necessário que alguém informe ao seu browser o local onde esse site se encontra, ou seja, onde está o servidor que é responsável por fornecer os arquivos desse site.

Cada máquina ligada à internet possui um identificador único, chamado endereço IP (exemplo, 208.100.7.20). E isso vale tanto para o seu computador quanto para o servidor responsável por fornecer os arquivos que formam um website. E para que através de um nome de domínio você consiga chegar a um determinado servidor, é preciso que um outro tipo de servidor guarde as associações entre o nome de um domínio e um endereço IP.

Encurtando bastante a história, ao requisitar uma página pelo seu endereço, o seu computador irá perguntar ao seu provedor “qual o endereço IP de blogutils.net?” que por sua vez fará uma série de perguntas aos chamados servidores DNS, responsáveis por guardar os endereços IP de vários domínios. Quando for encontrado o servidor DNS responável pelo endereço em questão (no nosso exemplo “blogutils.net”) ele responderá a pergunta com o endereço IP desse domínio (ainda no nosso exemplo, “208.100.7.20″), e só então a sua máquina poderá se conectar a esse servidor e carregar a página requisitada.

Ainda não vamos pular para o registro de domínio pois para conseguir registrar um domínio brasileiro (terminao em “.br”) é necessário ter dois servidores DNSs configurados com o domínio que você deseja registrar, o que deverá ser fornecido pelo seu hosting, ou seja, a empresa de quem você irá contratar um plano de hospedagem.

Escolhendo um plano de hospedagem

Com a queda dos preços nos serviços de hospedagem temos atualmente uma opção que há alguns anos era proibitivo: contratar um servidor virtual, onde você é o administrador da máquina, responsável inclusive por instalar e atualizar os softwares que deseja. Eu gosto muito dessa opção e estou plenamente satisfeito com os serviços oferecidos pelo futurehosting.biz. Mas é inegável que você precisa saber um pouco mais do que o basicão de administração de um servidor Linux para enveredar por esse caminho e isso está fora do escopo desse humilde artigo.

Se você não se encaixa pelo menos na categoria “administrador amador de servidores Linux”, procure um plano de hospedagem tradicional. Existem alguns bem baratos como o Solcia que cobra menos de R$9,00 por mês no plano básico. De qualquer modo é sempre bom procurar opiniões na hora de procurar um plano de hospedagem porque eu já me utilizei de plano de hospedagem famoso onde o serviço prestado estava entre o horrível e o péssimo: uma verdadeira armadilha.

Ao contratar um plano de hospedagem, geralmente, informamos o nome do domínio que pretendemos utilizar. E aqui as fases do processo se misturam novamente pois não sabemos nem mesmo se o domínio está disponível. De qualquer modo, depois de realizado o cadastro o serviço de hospedagem configura o nome do seu domínio nos seus servidores DNS e informa os nomes dos mesmos (exemplo: ns1.nome_do_hosting.com.br e ns2.nome_do_hosting.com.br).

Registro de domínio

Finalmente chegamos no registro de domínio e veremos que existem diferenças entre o registro de um domínio nacional (”.com.br”, “.nom.br”, etc) e um domínio internacional (”.net”, “.com”, “.org”, etc).

O registro de um domínio “.com.br” é relativamente complicado. Mas vamos por partes.

Acesse o endereço registro.br, órgão responsável pelo registro de domínios nacionais. Para realizar qualquer operação será necessário criar um login, o que eles chamam de ID. Aponte para o ítem de menu “Registro” e depois em “Não possui identificação?”. Será aberto um formulário, siga os passos, leia e aceite eventuais termos que possam ser apresentados.

De posse de seu login e senha, realize o login na sua conta. Você pode prosseguir por “Novos Domínios / Institucional” caso queira um domínio “.com.br”. Será mostrado um termo onde você só deve prosseguir caso concorde com ele clicando no botão “Eu Concordo”. No formulário que será apresentado você deverá escolher o nome do domínio e a extensão desejada (estamos falando de “.com.br” mas existem várias outras extensões como “.art.br”, “.edu.br”, “.tv.br”, etc). Nesse mesmo formulário você já informa os dados da empresa a qual o domínio estará associado e mais à frente deverá informar os endereços dos servidores DNS Master e pelo menos um slave, aqueles informados pelo seu serviço de hospedagem web. Um boleto será gerado e após o pagamento e confirmação de pagamento o domínio é seu.

Existem outros domínios nacionais que não precisam estar associados a uma empresa como o “.blog.br” ou o “.nom.br”. Mas a exigência de ter dois servidores DNS pré-configurados permanece.

O registro de domínios internacionais é mais simples pois não requer que você tenha dois servidores DNS pré-configurados. Basta você procurar algum registrar - eu utilizo o my-domains.us mas aqui no Brasil algumas empresas como a LocaWeb oferecem esse serviço - escolher o seu domínio e prosseguir com os passos para o cadastro.

Antes de tentar registrar o seu domínio, tanto nacional quanto internacional, é interessante ver se ele está disponível. Para domínios nacionais aponte para registro.br e utilize o “Verifique a disponibilidade de um nome de domínio” disponível no topo da tela. Já para domínios internacionais aponte para http://registrar.verisign-grs.com/whois/index.html.

Espero que com essas informações eu consiga indicar um caminho para quem está começando. E entrem em contato caso tenham sugestões ou dúvidas.

Até a próxima.

Postar um Comentário